Header Ads

Últimas

"Proibir não vai matar a homofobia", afirma Fábio Porchat sobre piadas homofóbicas

 

 

Segundo o ator e humorista Fábio Porchat, todos deveriam ter o direito de poder fazer piadas homofóbicas. Em live no Facebook na quarta-feira, 12, o famoso defendeu o que ele chama de "direito". Apesar do posicionamento controverso ele explicou que entende como esse tipo de "piada" pode contribuir para o preconceito. “É claro que a piada contribui para o preconceito perpetuar, mas proibir a pessoa de fazer a piada não vai matar a homofobia”, disse.

Para Porchat é preciso ter cuidado com o "não pode", o ato de "proibir" seria algo danoso para a evolução da sociedade. “A gente tem que tomar cuidado com o tal não pode. A gente tem que poder, a gente tem que optar pelo não. Acho que essa é a evolução da sociedade”. 

“Eu, Fábio, não acho graça, não faço piada com grupos discriminados. Tento bater no opressor, não no oprimido”, conclui.

Nenhum comentário