Header Ads

Últimas

Val Marchiori é condenada a indenizar Ludmilla após comentário racista

Val Marchiori comparou o cabelo da cantora a "bombril" durante o carnaval de 2016


O ano era 2016 e Val Marchiori cobria ao vivo o carnaval pela Rede TV, durante a transmissão a socialite fez um comentário racista, comparando o cabelo da cantora Ludmilla, que era o destaque de uma das escolas de samba daquele ano, com "bombril". O episódio foi parar na justiça e Val foi condenada pelo Tribunal de Justiça do Rio, na 3ª Vara Cível da Ilha do Governador, na Zona Norte, a indenizar a cantora em R$ 30 mil.

A indenização por danos morais será paga com juros e correção monetária, tendo em vista que no primeiro julgamento em 2018, Val foi condenada a pagar R$ 10 mil, porém a famosa recorreu e a sentença foi anulada em segunda instância. Em um novo julgamento realizado nos últimos dias, a nova sentença surpreendeu até a advogada de Marchiori.

Ludmilla no carnaval de 2016


"O assunto voltou para um novo julgamento, em primeira instância. Vamos recorrer dessa decisão, que ao nosso ver é equivocada e precisa ser esclarecida”, afirmou Kátia Antunes ao site Notícias da TV. "A intenção da Val nunca foi brigar, desde o início. A própria Ludmilla já divulgou que a Val a procurou para esclarecer o que foi um mal-entendido. Não era de forma nenhuma um comentário racista. Quem conhece a Val, sabe que ela não é racista e a intenção dela nunca foi ofender a Ludmilla", tentou explicar.

Segundo a juíza responsável pela sentença, Françoise Picot Cull, houve ofensa a honra de Ludmilla e de outras mulheres negra: "Ao pontuar que o cabelo crespo visualizado no vídeo parecia com ‘bombril’, a primeira ré desqualificou um traço típico da raça negra, e ofendeu a honra subjetiva da autora. No cenário indicado, conclui-se que estão reunidos os elementos determinantes da formação do dever de indenizar", conclui a juíza.

Nenhum comentário