Cena do documenátio "Favela Gay"


No post de hoje separei uma lista com três documentários que de forma geral discutem o mesmo tema: a homossexualidade e a homofobia, mas apresentam isso de ângulos diferentes, tendo por foco o espaço social onde os personagens LGBT's estão inseridos. 

Em "Favela Gay", o cenário são as favelas do Rio de Janeiro e na voz dos gays que vivem nesse espaço social, o documentário apresenta como é ser LGBT dentro das comunidades. O segundo da nossa lista é "Todo mundo vai saber", com produção e roteiro de Eduardo Bittar, a produção discute como é sair do armário dentro de uma cidade pequena, onde todos se conhecem e o ato toma outras proporções. Encerrando a publicação, o "Depois da Tempestade", entra nas escolas para tornar público os dramas de ser gay na fase escolar e como a LGBTfobia é presente nas escolas do Brasil.

Favela Gay

A homossexualidade dentro das favelas cariocas. Temas como homofobia, preconceito, trabalho e aceitação da família, a partir da perspectiva de gays e lésbicas, que contam seus cotidianos dentro da comunidade. Um retrato de como, apesar das adversidades, essas pessoas constroem suas próprias histórias através da educação, da arte e da política.




Todo mundo vai saber

Como é ser gay em uma cidade do interior? O estigma, as tradições e peculiaridades desse contexto fazem com que a experiência da sexualidade seja no mínimo, única.

"Todo mundo vai saber" é um mergulho na história de homens homossexuais que nasceram e cresceram em Formosa, uma cidade do interior de Goiás.

Todos os depoimentos contidos nesse filme são experiências vividas pelos próprios participantes.




Depois da Tempestade

A escola ainda não está preparada para acolher a diferença. Por isso, o período dos ensinos fundamental e médio costuma ser desafiador para LGBTs – lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. É durante o percurso educacional que questões como corpo, sexualidade e afetividade começam a aflorar, gerando uma série de conflitos internos e externos. Qual é o espaço na escola para aqueles que não se encaixam no padrão heterossexual e cisgênero? 

Durante décadas, a diversidade sexual foi violentada e invisibilizada nas salas de aula. “Depois da Tempestade”, documentário de 24 minutos, apresenta relatos de LGBTs de diferentes cores, gerações e realidades. Hoje, eles enfrentam o ódio para construir um futuro diferente e permanecer na escola. A tempestade, aos poucos, parece dar lugar ao arco-íris.