Header Ads

Após flop de bilheteria, "Boy Erased" não será exibido nos cinemas do Brasil



Quem esperava ir no cinema nos próximos dias, assistir aquele filme gostoso de temática gay, pode tirar o cavalinho da chuva. Com estreia prevista para 31 de janeiro, o longa "Boy Erased" não será lançado nos cinemas brasileiros. A notícia foi dada pelo ator americano Kevin McHale (Glee), que postou em seu storie o seguinte: “Queridos brasileiros, Boy Erased acabou de ser banido no Brasil. Seu presidente está CENSURANDO conteúdo LGBT+”. Que bapho!

Bolsonaro usou o Twitter para responder a acusação: “Fui informado de que um ator americano está me acusando de censurar seu filme no Brasil. Mentira! Tenho mais o que fazer”, postou. Logo em seguida a Universal Filmes se pronunciou e disse que o fracasso nas bilheterias americanas motivaram o cancelamento do filme no Brasil. "Boy Erased" estreou nos EUA em 2 de novembro do ano passado e faturou US$ 6,7 milhões (R$ 24,6 milhões), segundo o site Box Office Mojo. Em comparação, "Me chame pelo seu nome", romance gay lançado no mesmo período, em 2017, fez mais de US$ 18 milhões (R$ 66,12 milhões) nas salas norte-americanas.

O longa tem um elenco primoroso, Lucas Hedges (Manchester à beira-mar, Lady Bird) Nicole Kidman e Russell Crowe, e tem a "cura gay" como tema central da produção. Inspirado na autobiografia de Garrard Conley, o filme recebeu duas nomeações no Globo de Ouro (melhor ator e canção original), e era esperança de indicações ao Oscar, mas infelizmente não recebeu nenhuma.

Outras opções:

Apesar do fiasco de bilheteria e as não indicações ao Oscar de "Boy Erased", a temática LGBT segue firme nos cinemas e na maior premiação da sétima arte. "Bohemian Rhapsody", Green book – O guia e "A favorita" têm protagonistas LGBT - apesar de não ter a sexualidade deles como foco - as três produções concorrem na categoria de melhor filme.

Já nos cinemas, o longa "Poderia me perdoar?" apresenta personagens gays e tem pré-estreia nesta quinta-feira, 07, no Rio de Janeiro, São Paulo e Recife, e a partir do dia 14, inicia circuito de lançamento de acordo com as demandas dos cinemas brasileiros.