Header Ads

Trans, líder comunitária, é morta a tiros no Ceará

Rogéria Paiva, 46 anos, morta a tiros no sábado, 29 de dezembro

O crime aconteceu na noite do sábado, 29 de dezembro em Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza. Rogéria Paiva, 46 anos,  caminhava pela rua quando foi abordada por dois homens armados que dispararam contra a líder comunitária.  Os tiros atingiram a região lombar e cervical da vítima que não resistiu e morreu no local.

Segundo informações do site G1, Rogéria teria entrado em conflito com membros de uma facção criminosa que atua na região. A Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) informou em nota, que equipes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) iniciaram as investigações sobre o crime de homicídio.