Header Ads

Candidato LGBT de Fortaleza é ameaçado durante campanha

Ator, jornalista e LGBT, Ari Areia é candidato a deputado estadual pelo PSOL Ceará

Era noite do último dia 25, quando o candidato a deputado estadual pelo PSOL, Ari Areia, panfletava na calçada do shopping Iguatemi, um dos maiores de Fortaleza. Por volta das 19:30, o ator e jornalista foi surpreendido por um candidato do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) que o ameaçou: "Ele chegou em mim estendendo a mão “você é o Ari Areia?” Segurei a mão e ele continuou levantando o tom “se você ofender a minha religião na Assembleia como você faz na sua peça eu te meto uma voadora”." contou Ari em sua conta no Facebook.

Ari revelou ainda que um segundo homem que acompanhava o agressor, se aproximou e continuou a "desferir ofensas" ao artista, ao seu trabalho no teatro (de temática LGBT) e a sua orientação sexual, além de impedir que ele continuasse entregado seus panfletos de campanha.

Alguns policiais que estavam próximos, viram a movimentação e se aproximaram, pedindo ao agressor que parasse de importunar o candidato. Ari registrou um B.O por ameaça no 13° Distrito Policial.

Segundo Ari, o PSOL Ceará está entrando com uma representação contra o PROS e contra o candidato em questão (que ele preferiu não revelar o nome) na justiça eleitoral por obstrução de campanha, que também é crime.

A PEÇA

Durante as ameças o agressor fez menção a peça "Histórias Compartilhadas" um monólogo estrelado por Ari, que causou polêmica na capital cearense. Na peça Ari retrata as dores e dilemas dos transexuais.