Header Ads

Ator pornô brasileiro é demitido da Men.com após acusação de racismo



"Pior coisa na vida! Barbeiros que não calam a boca e ficam falando com esse sotaque nigger". A frase acima foi dita pelo porn star brasileiro e gay, Bruno Bernal, em publicação no Instagram Storie. Logo alguns seguidores acusaram o famoso de racismo.

A expressão "nigger" é um termo em inglês que carrega uma forte carga racista. A palavra era utilizada por brancos de forma pejorativa para se referir a negros, principalmente durante a colonização e em períodos de segregação racial nos Estados Unidos.

Bruno negou que seja racista e tentou justificar sua posição alegando seus relacionamentos com pessoas negras: "Meu primeiro namorado era negro, depois tive um outro ex negro. Já fiz tanto sexo com negro! Se eu fosse racista, isso não teria acontecido tanto", afirmou. 

Apesar da "explicação", a produtora Men.com liberou poucos dias após o acontecido, uma nota onde afirma que "pelos recentes acontecimentos, Bruno Bernal não vai mais gravar com a gente ou nossos afiliados".