Header Ads

Ator da Record, Bernardo Falcone, sai do armário: "Sentia que estava perdendo meu tempo"



O ator Bernardo Falcone é o mais novo famoso a entrar oficialmente para o vale dos homossexuais, o contratado da Record que interpretou o personagem Téo, na versão brasileira de "Rebeldes", fez seu outing para o mundo durante entrevista para o jornal "O Dia". O ator de 34 anos falou que nunca escondeu sua sexualidade, mas sabia que em nome da carreira, deveria evitar certos assuntos.

 "Na real, nunca vivi uma vida 'dentro do armário'. Profissionalmente, há anos, me convenci de que para ser assimilado pelo mercado televisivo teria que não falar sobre determinados assuntos, não ser de uma certa forma. Topei o jogo, mas vi que isso não me faria feliz", afirmou.

"Vi que estava perdendo a oportunidade de usar meu trabalho como plataforma para iniciar conversas sobre o tema e que pudessem impactar positivamente a vida, inclusive, dessas pessoas que sempre acompanharam meu trabalho", revela.

"Sentia que estava perdendo meu tempo. Resolvi não mais me preocupar com a expectativa e opiniões dos outros a meu respeito e foquei em ser o artista que eu adoraria que tivesse existido quando eu era criança e adolescente", explica, dizendo que não teme perder trabalhos, inclusive na Record.

"Fiz bons trabalhos nos projetos em que estive envolvido lá na Record. Gosto de pensar que esses trabalhos falam mais do que qualquer questão pessoal minha", completa Bernardo Falcone.

Bem diferente do visual da era "Rebeldes", hoje, Bernardo é vocalista do "Candybloco" e cultiva cabelos compridos e um corpo sarado. Em sua conta no Instagram o famoso não esconde sua sexualidade. 


Uma publicação compartilhada por 𝕭𝖊𝖓𝖎 (@benifalcone) em