Header Ads

Filme sobre boxeador bissexual que matou oponente homofóbico, pode chegar aos cinemas

Boxeador americano Emile Griffith, era bissexual e poderá ser tema de um filme biográfico em ainda esse ano


O diretor Lenny Abrahamson e o produtor Ed Guiney, o time que está por trás do filme "O Quarto de Jack", vencedor do Oscar em 2016, estão mais uma vez juntando forças, desta vez para um filem biográfico sobre Emile Griffith, o boxeador bissexual que matou seu concorrente homofóbico durante uma partida de 1962. Rumores sobre a produção do filme têm rodado desde 2015, mas agora parece que está realmente acontecendo.

Em 24 de março de 1962, o boxeador americano Griffith, que estava defendendo seu título mundial, foi emparelhado com o lutador cubano Benny "The Kid" Paret, no Madison Square Garden. Durante a pesagem da luta, Paret supostamente zombou de Griffith, na época havia boatos que o americano era bissexual, agarrando sua bunda e chamando-o de "maricón" (a palavra espanhola para "viado").

A luta foi bizarra, durante a 12 ª rodada, Griffith encurralou Paret, em seguida, o acertou deixando o oponente nconsciência. O árbitro finalmente os separou. Paret teve que ser levado em uma maca. Ele morreu em um hospital 10 dias depois. Hoje, acredita-se que Paret realmente morreu de lesões sofridas por uma luta anterior. Ainda assim, o jogo mudou a vida de Griffith, tornando-o notório no mundo da luta. 



Abrahamson, diretor do filme falou ao site deadline.com :

Como um estudo de personagem, Griffith é incrivelmente atraente. Havia uma gentileza e inocência sobre ele e ele nunca parecia estar em conflito com sua sexualidade; na verdade ele encontrou alegria nela. Ele habitava dois mundos - a cena gay subterrânea em Nova York nos anos 60 e o mundo machista do boxe. O estigma da sociedade naquela época era terrível e criou uma pressão esmagadora sobre ele.

Griffith morreu em 2013 de demência pugilística ou síndrome boxe , uma doença neurodegenerativa encontrada naqueles que sofreram lesões cerebrais traumáticas ou golpes na cabeça. Ele tinha 75 anos. O filme sobre a vida do pugilista deverá ser lançado em 2018 ou 2019.