Header Ads

“A maioria dos gays vota em mim”, afirma Bolsonaro



Durante participação no programa “Mariana Godoy Entrevista”, o deputado e pré-candidato a presidência, Jair Bolsonaro (PSC-RJ), afirmou que a maioria dos gays vota nele e que são simpáticos a sua candidatura (oi?). Apesar do discurso ameno e menos inflamado contra os LGBT's, ele permaneceu convicto em suas opiniões homofóbicas.

“Naquela briga contra o kit gay teve muita bala perdida e eu cheguei a falar isso sim. Extrapolei, aconteceu, está aí e eu não tenho como voltar atrás. A maioria dos gays é simpática a mim e vota em mim”, garantiu Jair Bolsonaro.

O deputado admitiu a fala de que pessoas gays deveriam apanhar em casa, mas contou que hoje não falaria mais dessa maneira. Sobre o chamado "kit gay", o parlamentar segue contra o debate do tema em escolas, em relação a "cura gay", Jair afirmou ser favorável a medida, criticada inclusive pela OAB e pelo Conselho Nacional de Psicologia.

“Se eu procurar ajuda para falar que quero assumir que sou gay, você pode me tratar. Mas se eu disser que quero deixar de ser gay e pedir para me tratar com um psicólogo, o conselho de psicologia pode cassar o registro do profissional”, argumentou o deputado federal.