Header Ads

Pitty dá lição em jornalista lésbica a favor da "cura gay", veja



No programa "Sai Justa" do último dia 20 de novembro, o tema "cura gay" gerou um debate maravilhoso entre as convidadas, uma delas a cantora Pitty, que é contra o  tratamento de "reversão sexual" e a jornalista  Barbara Gancia, assumidamente lésbica, porém, defensora da pauta.

“Eu sou homossexual e sei que a Organização Mundial da Saúde diz que não é uma doença. Porém existe gente que não concorda comigo e essas pessoas podem ser homossexuais. E elas devem ter o direito, devem ser protegidas, se quiserem assumir que isso está incomodando: ‘Não quero ser assim. E consequentemente quero ajuda’”, argumentou Barbara.

A cantora Pitty, então, rebateu: “Já li muitos estudos sobre uma possível origem genética para a homossexualidade, mas para mim pouco importa. O que me importa é o que a pessoa quer, o desejo que a pessoa tem. Para mim, é mais importante fazer com que essas pessoas se sintam confortáveis em suas peles do que tenham que procurar um tratamento para lidar com um desconforto social causado por nós“, afirmou.