Header Ads

Fortaleza terá ato protesto contra "cura gay" nesta quinta-feira



Na quinta-feira, 28 de setembro, a Praça da Gentilândia, no bairro Benfica, será palco do ato 'REAJA OU MORRA', o manifesto promovido pelo Fórum Cearense LGBT inicia às 16h e protesta contra a chamada "cura gay", além de outras pautas.

Fortaleza segue o exemplo de outras capitais que estão se mobilizando em ações contra a liminar do juiz Waldemar Claudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal do Distrito Federal, que dá brechas para que psicólogos realizem tratamentos de "reversão sexual".

Acompanhe na íntegra o texto do ato e confirme sua participação no evento no Facebook, clicando aqui.


O Fórum Cearense LGBT convoca ato para esta QUINTA (28), a partir das 16h, na praça da Gentilândia (Benfica).
Nós repudiamos a liminar concedida pelo juiz Waldemar Claudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal do Distrito Federal, que afronta os direitos humanos, às liberdades individuais e o conhecimento científico abrindo possibilidade para realização de tratamentos de ‘reversão’ da orientação sexual. 
É muito grave quando representantes do poder judiciário, que deveria zelar pela Constituição e os direitos fundamentais, atentam contra a dignidade da pessoa humana e a promoção da igualdade e do respeito às diferenças entre todos os seres humanos, seja qual for o sexo, gênero, orientação sexual, raça. A liminar contribui pra o cenário de violência crescente contra as pessoas LGBT. 
ONDE ESTÃO AS POLÍTICAS PÚBLICAS PARA LGBT NO CEARÁ?
Diante dos graves números de ocorrência de mortes de transexuais no Ceará, o Fórum LGBT denuncia, ainda, a ausência do tripé da cidadania LGBT no Estado. Não há Conselho estadual de direitos LGBT constituído e também não há Centro estadual de referência especializado para o atendimento de pessoas LGBT. Nessa direção, faltam, entre outras diversas questões, políticas concretas de enfrentamento da LGBTfobia.
O mais básico, que seria fomentar o debate sobre respeito e convivência harmônica no ambiente escolar, foi vetado com a aprovação de planos de Educação (estadual e municipal) que excluíram qualquer menção às medidas que previam reduzir a violência e a evazão escolar de pessoas LGBT. A despeito do risco que correm as vidas LGBT, o governador Camilio Santana e prefeito Roberto Cláudio permanecem organicamente alinhados ao que há de mais fundamentalista dentro do legislativo estadual e municipal. 

SERVIÇO
ATO ‘REAJA OU MORRA’ OCUPA JUSTIÇA
QUINTA-FEIRA (28/09), 16h
PRAÇA DA GENTILÂNDIA, BENFICA