Header Ads

Mais duas transexuais são mortas no Ceará



No domingo, 2 de julho,  Rayane de 35 anos, foi executada a tiros por dois homens desconhecidos e faleceu no local, o crime aconteceu em Horizonte, interior do Ceará. Segundo informações dos populares,  foram feitos cercas de 15 disparos. O crime ocorreu por volta das 21 horas, quando Rayane saia de seu bar no bairro Mangueiral. Até o momento ninguém foi preso.

O segundo crime aconteceu no mesmo dia, a travesti Larissa foi executada no bairro Vicente Pizon, em Fortaleza, com cinco tiros e a exemplo de Rayane até agora ninguém foi preso.

Segundo dados da Rede Trans Brasil, o estado soma 10 assassinatos por transfobia só no Ceará.