Homem é condenado por gravar e publicar na web encontro sexuais do Grindr



Matthew Christian, 44 anos resolveu gravar seus encontros sexuais com um jovem que conheceu no Grindr e publicar todos os vídeos em sua conta no XTube. Nenhuma novidade até aí, o problema é que a vítima não sabia que estava sendo gravada. Um dos vídeos chegou a ter mais de 150 mil visualizações e o caso foi super comentado na comunidade gay do Reino Unido, onde tudo aconteceu.

Foi uma questão de tempo até o jovem, que não teve a identidade revelada, descobrir e entrar na justiça contra Christian. O caso aconteceu em 2015 e recentemente foi julgado. Além do pagamento de cerca de 2 mil libras pelos custos do processo, 200 horas de serviço comunitário e um programa de reabilitação de 20 dias pela acusação de ser um viciado em “voyerismo”, o acusado foi condenado a uma pena de 22 semanas.

“A vida privada de cada um é um direito individual e deve ser respeitado. O culpado abusou da confiança depositada pela vítima que esperava que sua privacidade fosse respeitada. Deve-se notar ainda que a família da vítima desconhecida sua sexualidade e sua conduta o expôs a centenas de milhares de espectadores. O acontecido foi cruel e perverso”, declarou Joanna Grenberg, a juíza responsável pelo caso.