Ronaldo Ésper revela que "virou gay" devido maldição na infância



Já tinha publicado aqui no blog sobre a declaração do estilista Ronaldo Ésper, que agora se intitula como ex-gay. Na última quarta-feira, 05 de abril, ele resolveu comentar em detalhes o assunto, durante entrevista ao programa da Igreja Universal, "Fala Que Eu Te Escuto".

“Eu acredito que as pessoas nascem com várias tendências, com coisas de família. Para mim foi uma maldição. Uma maldição que foi lançada a mim quando era muito pequeno por uma pessoa que não era da minha família, mas que casou com a minha família”, contou.

“Acho que a maldição veio desta mulher. E ela passou a vida inteira me perseguindo. Uma vez ela me jogou na piscina e não me socorria. E eu não sabia nadar. Até que meu tio veio e me tirou”. Ronaldo Ésper, contratado da Record, atualmente frequenta a igreja de Edir Macedo, que ele conheceu graças a sua mãe. 

Durante o programa ele contou também que nunca revelou para a família que era gay, que viveu um romance de 14 anos com um homem casado, e que mesmo sendo hetero, não casaria com mulher nenhuma aos 73 anos.