Grupo LGBT causa polêmica ao criar versão homoerótica da Santa Ceia



Via: A CAPA

Em Salerno, na Itália, a organização LGBT Divercity, causou polêmica ao reproduzir uma versão gay e erotizada da Santa Ceia, para divulgar uma festa que aconteceu na noite da última quinta-feira (Santa para os católicos), 13. A imagem mostra Jesus com seus doze discípulos despidos ou com pouca roupa, se beijando e em uma espécie de kama sutra sexual. 

A resposta da ala conservadora da cidade foi imediata. Raffaele Adinolfi, representante local do partido II Popolo della Famiglia, disse que, em nome da organização, é seu deve "expressar publicamente nossa indignação e convidar todos os habitantes de Salerno, crentes e não crentes, a fazerem o mesmo".

"A imagem é ofensiva e alternativa a apenas uma coisa: o bom gosto" continua Adinolfi, que expressou um pedido para que a festa fosse cancelada. Para ele, as minorias querem respeito, mas não estão dispostas a respeitar o outro lado.



OUTRO LADO

Em resposta no Facebook à ofensiva do partido conservador, Emanuele Avagliano, um dos organizadores da DiverCity, declarou que eles respeitam "a opinião alheia, mas igualmente reiteramos com força e convicção nossa liberdade para vivermos e nos divertirmos da maneira como acharmos melhor", escreveu. "Além disso, enfatizamos que a peça de comunicação que utilizamos não tem como intenção blasfemar, nem ofender, nem desrespeitar", defendeu.

"Nossas cores, nossos sorrisos e nossos corações não podem nem devem ser contidos por pessoas que se escondem por trás do racismo político e da homofobia", finaliza Avagliano.
Em maio de 2016, a Justiça da Itália legalizou a união entre pessoas do mesmo sexo no país.