Youtube pede desculpas após restrição de vídeos LGBT

Pedimos desculpas e vamos corrigir.” afirmou Johanna Wright, vice-presidente de gerenciamento de produtos do YouTube


O vice-presidente de gerenciamento de produtos do YouTube, Johanna Wright publicou uma nota na segunda-feira, 20 de março, pedindo desculpas pelos erros cometidos pelo site ao bloquear e classificar como restrito todos os vídeos e youtubers que tratam de temáticas LGBT.

No blog da plataforma de vídeos, um texto explicou todo o acontecido. “O problema é que este recurso não está funcionando da maneira que deveria”, afirmou Wright. “Pedimos desculpas e vamos corrigir.” concluiu ele.

“Nosso sistema, por vezes, comete erros ao entender o contexto e as nuances quando avalia quais vídeos serão disponibilizados no Modo Restrito. Por exemplo, os vídeos a seguir são exemplos de onde erramos: ‘Her Vows’, de Ash Hardell, ‘Coming Out To Grandma’ de Calum McSwiggan, ‘Woman interrupted during BBC interview’ e o clipe ‘BWU’, de Tegan e Tara”.

Além de pedir desculpas e explicar o erro, Wright pediu paciência aos usuários: “Não há nada mais importante para nós do que ser uma plataforma onde todos possam pertencer, ter uma voz e falar quando acreditam que algo precisa ser mudado” completou.