Header Ads

"Voz gay" pode te desclassificar em entrevista de emprego, afirma estudo

Segundo estudo, candidatos identificados pela voz como "gays", são considerados inadequados para cargos de liderança


Um estudo feito por pesquisadores da University of Surrey pediu a 40 homens que se identificam como héteros, para determinar aptidão e salário médio de candidatos a um emprego para uma posição fictícia de CEO.

As únicas informações que eles tinham de cada candidato era uma fotografia e uma gravação vocal. Sem qualquer relato sobre a orientação sexual dos candidatos, eles deveriam se basear nisso para classificar a aptidão deles para um cargo de liderança. De acordo com o estudo, quando os homens identificavam um dos candidatos como "gay" ou "lésbica", taxavam como inadequado para o papel de líder. Entre os candidatos do sexo masculino, a voz foi o fator chave que levou à discriminação.

"É revelador que, apesar de todo o trabalho para diminuir a discriminação contra a comunidade LGBT, as pessoas subconscientemente caracterizam um indivíduo antes de conhecê-los", afirma Fabio Fasoli, líder da pesquisa .  "Este estudo destaca o que pode ser um problema real no local de trabalho e para as perspectivas de carreira das pessoas”

"Esses resultados demonstram que o mero som de uma voz é suficiente para desencadear estereótipos", diz Fasoli, que ainda ressalta que isso é apenas uma característica e que cada um pode falar no tom ou com as particularidades que mais de identifica. "Este estudo demonstra que níveis inaceitáveis ​​de discriminação, sejam subconscientes ou conscientes, ainda existem em nossa sociedade, e precisamos fazer mais para combater a discriminação enfrentada pela comunidade LGBT".