Header Ads

Veterana da Segunda Guerra, se assume como transexual aos 90 anos

Patricia Davies, veterana da Segunda Guerra Mundial, assumiu ser trans aos 90 anos


Patricia Davies, veterana da Segunda Guerra Mundial, sempre se identificou como uma mulher, mas manteve o segredo devido o temor de como os parentes e as autoridades poderiam aceitar ou não o tema, isso em 1930 e 40. "A atmosfera [em torno de ser transgênero] não era seguro", disse Davies ao Telegraph . "As pessoas não entendiam o que era transgênero."

Mesmo os profissionais de medicina não entendiam como tratar, foi então que optaram em lhe dar o" tratamento de choque elétrico. "Eles pensaram que poderiam me tornar melhor. Eles não perceberam que era algo que você não poderia curar.", afirma Davies.

"Por causa da hostilidade geral das pessoas, fiquei quieto", disse ela. "Até recentemente que eu me senti seguro para sair e eu senti um desejo esmagador que eu queria libertar. Então eu saí e não me arrependi. "



Davies diz que primeiro discutiu sobre sua identidade trans em 1987 com sua esposa. No entanto, ela permaneceu no armário após o assédio de pessoas na rua. "Eu tinha 60 anos quando tudo foi revelado para minha esposa, ela era muito simpática e me ajudou durante todo o caminho, mas concordamos em manter o silêncio", disse ela. "Ela costumava me comprar jóias e ela me chamava de Patricia. Eu mantive um segredo completo.

"Quando eu saí pela primeira vez eu comecei a usar sapatos femininos, alguns adolescentes descobriram e começaram a me descriminar.", explicou. "Eles costumavam atirar ovos nas minhas janelas também. Eles fizeram tanto que eu tive que envolver a polícia. "

Apesar do segredo, Davies diz que, em muitos aspectos, ela apreciou sua vida. "Eu nunca fui totalmente infeliz", ela compartilhou. "Eu sempre fiz a maior parte das coisas e olhei para o lado positivo das coisas."

Depois do falecimento de sua esposa, há seis anos, Davies prometeu sair publicamente como trans e começar a tomar a terapia de reposição hormonal. "Parece que um peso foi tirado dos meus ombros", disse ela. - Eu estava vivendo uma mentira.

"Se as pessoas não gostam do que vêem, então eu não me importo, mas ninguém parece estar me causando nenhum problema. Ninguém pergunta. Ninguém parece bater uma pálpebra, eles me aceitam como sou. Eu tenho um novo contrato de vida." finaliza.