Brasileira é eleita a segunda mulher trans mais bonita do mundo

Náthalie de Oliveira representando o Brasil, a venezuelana Andrea Collazo e a tailandesa Jiratchaya Sirimongkolnawin

Quer beleza? A brasileira Náthalie de Oliveira esbanja isso e muito mais, ela foi a vice-campeã do Miss International Queen 2017, considerado o Miss Universo das travestis e transexuais, em Pattaya, Tailândia. O evento aconteceu na sexta-feira, 10 de março.

O primeiro lugar ficou para a Miss Tailândia, Jiratchaya Sirimongkolnawin, já a terceira colocação foi da Miss Venezuela, Andrea Collazo. Náthalie concorreu com outras 23 candidatas, sendo desde o começo uma das favoritas do público.

Nascida em Bom Jardim, interior do Rio de Janeiro, Náthalie é a quinta brasileira a subir no pódio do Top 3 do Miss International Queen, em 2015, ela venceu o Miss T Brasil. Entre as dificuldades e críticas que recebeu, ela não foi com bons olhos no concurso a nível nacional por ter medidas fora do padrão e por não ter silicone. Na época ele passou por cima das críticas e algum tempo depois fez a cirurgia de readequação sexual e colocou silicone.

O MELHOR VESTIDO FOI NOSSO TAMBÉM

A brasileira e cearense Lavine Holanda - tinhamos duas brasileiras concorrendo - foi um dos destaques da premiação, fazendo bonito durante o desfile, ela ganhou o prêmio de melhor vestido.

Miss Laos (melhor traje típico) e Miss Brasil Lavine Holanda (melhor vestido)