5 sinais de que você pode ser bifóbico (e nem sequer sabe disso)

Bifobia é um termo usado para descrever o medo de, aversão à, ou discriminação contra bissexualidade ou pessoa LGBT que é bissexual ou percebe ser bissexual


Quando se trata do acrônimo LGBTQ, há um grupo que é rotineiramente deixado de fora da discussão: Bissexuais. Por alguma razão, muitas pessoas estranhas ainda hesitam em abraçar seus irmãos bissexuais, apesar do fato de que estamos todos no mesmo barco.

Um estudo  de 2013 da Universidade de Pittsburgh Graduate School of Public Health descobriu que muitas pessoas, incluindo muitos gays e lésbicas, ainda mantêm percepções negativas sobre os bissexuais.

Um estudo de junho de 2016 da Universidade de Vanderbilt descobriu que os bissexuais relataram níveis mais elevados de estresse e hábitos mais graves de beber e fumar, o que os pesquisadores acreditam ser um resultado de seu sentimento de ostracismo pela sociedade.

E um estudo realizado em agosto de 2016 pela Escola de Saúde Pública Mailman da Universidade de Columbia entrevistou cerca de 200 homens bissexuais sobre o porquê de permanecerem no armário. Suas respostas variaram entre o medo de ser ridicularizado e se preocupar que seus amigos e membros da família iria tratá-los de forma diferente.

Claro, celebridades como Boy George, que tweeta "piadas" bifóbicas,  e Amber Rose, que foi numa rádio para dizer que ela não se sentiria "confortável" em namorar um cara bi,  certamente não ajudam as coisas.

Então, nós reunimos uma lista útil de cinco indicadores de que você pode ser bifóbico (preconceituoso com bissexuais) e nem sequer sabem disso.

5. Você diz coisas como, "Bissexuais não são reais."

Em um artigo publicado pela  Psychology Today , o Dr. Saul Levine diz que a negação é "uma defesa psicológica que todos usamos às vezes para reduzir nossa ansiedade quando ela se sente particularmente perturbadora". Muitas pessoas se identificam como bissexuais o que nos levra a crer que a bissexualidade é, de fato , real . Assim como o aquecimento global e a teoria da evolução, a bissexualidade não se trata de um fator alternativo, mas de um constatação científica.

4. Você acredita que os bissexuais são "gananciosos".

OK, vamos parar e pensar sobre isso por um momento: Você está basicamente dizendo que os bissexuais são modestos em seus apetites sexuais quando estão se relacionando com um gênero, mas completamente gananciosos quando estão com o outro. Então qual é o gênero modesto e qual é o da ganancia? E isso significa que a pessoa bissexual pode dormir com tantas pessoas pertencentes ao gênero modesto como eles querem e nunca ser considerado ganancioso? Ou, se não, qual é o ponto de corte entre os dois?

3. Você nunca em um milhão de anos saiu com um bissexual.

Se você ouviu uma pessoa casualmente dizer "eu nunca poderia  namorar um cara negro" em uma festa, as chances são que você provavelmente acho que ele é racista. A mesma regra se aplica quando se trata de falar sobre bissexuais. Julgar um grupo inteiro de pessoas com base apenas no seu "achismo" é, por definição, o preconceito, independentemente de como você tente justificá-lo.

2. "Bissexuais são putas"

Lembre-se do argumento de alguns militares heteros sobre se sentirem "desconfortáveis" com soldados gays, porque não queriam sentir que estavam sendo desejados no chuveiro, como se os homossexuais tivessem o incontrolável desejo de dormir com todos os outros homens que viam pela frente? Isso é muito ridículo! Igualmente ridículo é a suposição de que uma pessoa bissexual quer ter relações sexuais com cada pessoa de cada sexo que eles vêem. E, mesmo que isso fosse verdade, quem se importa? O que há de errado em ser uma puta?

1.  Bi agora, gay mais tarde.

Ah sim. O antigo argumento de que uma pessoa tenta sair como bissexual como uma forma de testar as águas antes de mergulhar de cabeça na lagoa gay. Claro, isso acontece de vez em quando. Mas isso não significa que não homens e mulheres que se identificam como bissexuais hoje e que ainda se identificarão como bissexuais daqui a dez anos.