Presidente do Vasco polemiza ao explicar porque é contra árbitros gays no futebol

Eurico Miranda afirmou que o árbitro gay pode tender ao time favorito de seu namorado. Oi?!


Eurico Miranda, presidente do Clube de Regatas Vasco da Gama, revelou em entrevista ao canal "Na Lata" com Antônia Fontenelle, que é contra árbitros gays no futebol brasileiro. 

Ao ser questionado se era contrário a mulheres e gays no futebol, Eurico diz que contra mulher, não. “Eu não sou contra o gay. Me manifestei no futebol sobre isso por ser contra árbitro gay. Isso desde lá atrás. Motivo de eu ser contra? Não tenho nada contra o gay, agora contra o chamado por todo mundo de gay, mas não é gay, é a bicha, a bicha extrovertida e toda cheia de coisa”, afirmou o mandatário.

Miranda afirmou que o árbitro gay pode tender ao time favorito de seu namorado. [como assim gente?] Será que na cabeça dele nunca passou a ideia de que o árbitro hétero também pode tender pelo time favorito da namorada? A explicação além de burra e sem sentido, parece mais uma desculpa esfarrapada para mascarar o preconceito.

Veja o vídeo no minuto 14:32