Header Ads

Gogoboy cearense é investigado após fazer show usando suposto uniforme da PM

Rafa Donato, 29 anos, é gogoboy e está sendo investigado após se apresentar usando um suposto uniforme da PM


O gogoboy cearense Rafa Donato está sendo investigado por uso indevido do fardamento da polícia militar. A polêmica surgiu após no último dia 05, circular em grupos no whatsapp um vídeo onde o dançarino se apresenta em uma boate em Fortaleza usando um suposto "uniforme oficial da PM".

Segundo o Código Penal Militar, é crime "usar, indevidamente, uniforme, distintivo ou insígnia militar a que não tenha direito: Pena – detenção, até seis meses." Não sabemos como o código militar se aplicaria em civis, mas o caso gerou polêmica entre militares.

O uso de uniformes como objeto de fetiche ou fantasia sexual é algo tão comum que chega a ser constrangedor imaginar que isso possa ferir de alguma forma a "imagem da corporação" como alegam alguns pm's.

Em vídeo o gogoboy Donato comenta sobre o episódio e mostra o uniforme que gerou tanta polêmica.