Johnny Depp pode viver bruxo gay em próxima Spin-Off de 'Harry Potter'

Johnny Deep pode viver o bruxo Grindelwald, antiga paixão de Dumbledore


Olá litlle potterhead's que nesse momento assim como eu, devem estar lendo sua edição de "Harry Potter e a Criança Amaldiçoada" e esperando ansiosamente a estreia nos cinemas de "Animais Fantásticos e Onde Habitam" ~ agora, senta que eu vou te contar um babado fortíssimo.

Nosso querido Johnny Deep foi confirmado como integrante do elenco de "Animais Fantásticos e Onde Habitam 2", a notícia foi o suficiente para os fãs surtarem e começarem com as especulações sobre o papel de Deep no longa. Ao que tudo indica, ele será Gellert Grindelwald, um suposto caso amoroso da adolescência de Alvo Dumbledore [junte aqui todas as teorias de que Dumbledore era gay].

JK. Rowling chegou a anunciar que a sequência do filme teria como destaque Grindelwald e sua amizade com Dumbledore, apesar da aparição rápida do personagem no longa que estreia esse ano, em 2018 ele teria maior destaque, no segundo filme da saga de cinco produções já anunciadas.

Na internet, já estão comparando o cabelo de Deep com uma rápida imagem do personagem que aparece no trailler.




SENTA QUE LÁ VEM HISTÓRIA

Para dar um nó na cabeça das gays e potterheads, o ator Ezra Miller, que é assumidamente gay, também foi confirmado no elenco do filme, mas sem a informação de qual personagem ele irá interpretar. Engrossando o caldo, a Warner Bros. divulgou um vídeo na terça-feira com Miller falando sobre o passado de Grindlewald e como ele subiu ao poder.

"Animais Fantásticos tem lugar em 1926, que é em torno de quando Grindelwald estava começando seus ataques em toda a Europa, que podem ser conectados - ou não -  com a ascensão de Grindelwald ao poder", diz Miller.

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.