Não foi dessa vez: Fortaleza não elege nenhum vereador LGBT



Como você se sente sendo um LGBT e não tendo nenhum gay, lésbica ou transexual te representando na Câmara de Vereadores de sua cidade? Fortaleza que até então, possuía um único vereador assumidamente gay e militante da causa, não terá mais nenhum representante dessa minoria a partir do pleito de 2017.

Dos cinco candidatos listados pelo blog e publicado no sábado, 01, nenhum conseguiu se eleger na votação do último domingo. Se alguém está se perguntando se isso é preocupante a resposta é: sim, bastante! Entender como o conservadorismo e o fundamentalismo religioso tem avançado no Brasil é o primeiro passo para ver como é essencial ter vozes que falem pelos gays, lésbicas, bissexuais e transexuais em espaço políticos.

Da lista de candidatos LGBT's de Fortaleza, o mais bem colocado foi Ailton Lopes (PSOL), com 12.483 votos, seguido pelo atual vereador Paulo Diógenes (PSD), com 3.778 votos. Diógenes atingiu a 86° posição, ficando de fora da lista dos 43 eleitos e não conseguindo a reeleição, Ari Areia (PSOL) somou 2.782 votos, Lena Oxa (PTN) 721 votos e Thiago Costa (PPL) com 337 votos.

Vivemos tempos realmente assustadores na política brasileira, onde discursos de ódio e preconceito são cuspidos no plenário, bíblia sendo base para decisões políticas ao invés da constituição, pastores e militares tomando conta da política nacional. Nesse cenário assustador, a grande pergunta das minorias é essa: e agora, quem irá nos defender?

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.