Elke Maravilha morre após quase um mês de internação médica

A atriz ficou em coma induzido após uma cirurgia para tratar uma úlcera duedonal

Via: EXTRA

A atriz Elke Maravilha, de 71 anos, morreu no início da madrugada desta terça-feira. Ela estava internada desde o mês passado na Casa de Saúde Pinheiro Machado, em Laranjeiras, Zona Sul do Rio, para tratar uma úlcera duodenal.

No perfil oficial de Elke no Facebook, foi publicada uma mensagem: “Avisamos que nossa Elke já não esta por aqui,conosco. Como ela mesma dizia, foi brincar de outra coisa.Que todos os deuses,que ela tanto amava estejam com ela nessa viagem. Eros anikate mahan (O amor é invencível nas batalhas). (Crianças,conviver é o grande barato da vida,aproveitem e convivam)”.

Elke Maravilha foi homenageada por vários famosos em seus perfis nas redes sociais

Nascida Elke Georgievna Grunnupp em Leningrado (atual São Petersburgo), na Rússia, em 22 de fevereiro de 1945 — pouco mais de dois meses antes do fim da Segunda Guerra na Europa — a atriz chegou ao Brasil aos 6 anos de idade. Foi bancária, secretária trilingue, bibliotecária, modelo, intérprete musical, apresentadora.

Em seu site, Elke definiu assim seu estilo: "Mesclando exotismo, misticismo, alegria, loucura e profundo conhecimento do humano, sua vibração contagiante a faz mensageira de utopias e portadora de esperanças".

Quando fez 70 anos, em fevereiro do ano passado, Elke falou ao EXTRA sobre a morte: "Nisso eu também fui bem preparada. Quando pequena, meu pai todo dia me falava: “Não se esqueça que eu vou morrer, sua mãe vai morrer e você vai morrer”. E ele me levava a todos os velórios, não me poupava de nada. Me fazia ver tudo. Me ensinou a ser trágica, mas nunca a ser dramática. Nunca!"
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.