Chuva dourada / Golden shower - Mitos, riscos e verdades sobre o fetiche

Golden Shower ou Chuva Dourada é uma prática fetichista que consiste em urinar no parceiro durante o sexo


Via: A CAPA

Chega uma hora que o clássico papai e mamãe pode perder a graça e os parceiros começam a procurar formas de sair da rotina e dar uma incrementada no sexo.

Sexo a 3, lugares públicos, dupla penetração, sadomasoquismo, vibradores, próteses, mas existe uma categoria de fetiche pouco falada com um número notável de praticantes, estamos falando da Chuva dourada que vem do inglês "golden shower" e consiste no ato de urinar no parceiro antes, durante ou depois do ato sexual.

Entrevistamos um praticante da chuva dourada que preferiu não se identificar. Iremos chama-lo de X.

"Sou ativo e gosto de fazer seções de dominação e a chuva dourada está incluída no pacote. Muitos quando estamos nos conhecendo acabam perguntando se curto fazer por eu falar que curto praticar dominação. Alguns sentem vergonha, mas acabam falando ou soltando durante o desenrolo para o encontro", revela X.

Perguntamos a X se ele ja teve alguém que se desinteressou por ele quando disse que curtia chuva dourada:

"Não em geral só faço quando me pedem. Não chego com essa proposta, pois já sei da aversão que pode ser criada, prefiro deixar que aconteça naturalmente", explicou.

O que X não sabe e tão pouco os seus parceiros, é que infelizmente esta prática implica em riscos para a saúde, quem afirma isso é Ricardo Vasconcelos, médico infectologista do hospital das clinicas da FMUSP.

Segundo Ricardo, golden shower em termos de prevenção de DSTs deve ser encarado da mesma maneira que o sexo oral.

Isso significa que para o HIV existe um risco muito pequeno, mas para outras doenças, como clamidia, gonorreia, sifilis e hepatite B, esse risco se torna significativo.

A diferença nesse caso é que não é possível usar a camisinha para se proteger.

Perguntamos ao médico se existe alguma forma de se fazer golden showe diminuindo os riscos de uma possível contaminação.

"Pro HIV teria a PrEP, mas como o risco é bem baixo, não indicaria PrEP pra isso. Pras demais doenças, não existe. Basicamente é o mesmo risco que se corre quando se chupa o pênis de um parceiro casual", explica o médico.

Com base dessas informações, perguntamos a X se ele sabia dos riscos da saúde que a chuva dourada oferece, e a sua resposta foi um tanto quanto alarmante:

"A urina não tem risco ou se for ele é mínimo. É apenas um filtrado feito pelos rins com água, sais minerais e substâncias geradas pelo nosso metabolismo que serão descartadas".

Graças a essa reportagem X agora sabe dos riscos da Chuva dourada e vocês também.

Vale lembrar que esta matéria não tem cunho moralista, acreditamos que toda forma de prazer é válida e durante a nossa pesquisa adorariamos noticiar que os riscos desta prática são apenas mitos, porém não é o caso.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.