Autor do atentado em Nice era bissexual e usava apps de encontro

Mohamed Lahouaiej Bouhlel tinha em seu celular aplicativos que usava para marcar encontros sexuais com homens e mulheres


Mohamed Lahouaiej Bouhlel, 31 anos, autor do atentando em Nice, no Sul da França, era bissexual e usava aplicativos de encontro para se relacionar com homens e mulheres. A informação foi divulgada na noite do domingo, três dias depois do celular do franco-tunisiano ter sido apreendido pela polícia, as informações são do "Daily Mail".

Mohamed que era divorciado e pais de três filhos matou cerca de 80 pessoas quando invadiu com um caminhou e atropelou as vítimas na cidade de Nice, na França. A autoria do atentado foi reivindicada pelo grupo Estado Islâmico, que condena toda e qualquer prática homossexual. 

O telefone foi encontrado ao lado do corpo de Mohamed, que foi morto a tiros dentro do caminhão usado para atropelar as vítimas. No celular a polícia encontrou várias selfies, uma feita pouco antes do atentado, com as informações coletadas a polícia identificou e prendeu outras sete pessoas suspeitas de envolvimento no atentado.



VAMOS PENSAR UM POUCO!

Mohamed entra para a lista de terroristas responsáveis por atraques ao redor do mundo que tiveram sua vida pessoal e preferencias sexuais expostas pela mídia e pela polícia após sua morte.

Salah Abdeslam, autor de um atentado em Novembro de 2015 em Paris, também teve sua sexualidade discutida após o atentado na boate Bataclam, onde a mídia apontou que ele era frequentador de bar e boates voltadas para o público gay.

Omar Mateen, responsável pelo massacre na boate "Pulse" em Orlando, também foi apontado como gay e frequentador do bar também voltado para o público LGBT.

É interessante analisar os casos e entender que todos os grupos extremistas ao qual os terroristas teriam envolvimento condenam com a morte a homossexualidade e até que ponto é interessante para a mídia divulgar essas informações. Relacionar esse crimes a homo ou bissexualidade trazendo uma imagem negativa a comunidade LGBT ou corromper a imagem fundamentalista e homofóbica do estado islâmico? 



Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.