Padre que pregava condenação aos gays é flagrado no Grindr

O padre Rory Coyle não poupava as condenações aos gays em suas pregações, até ser flagrado usando o Grindr 


Uma vez ouvi alguém dizer que religião é o berço da hipocrisia e olha, a cada dia que passa vejo que isso faz mais sentido. Não pela religião em sí, mas pelo falso discurso que certos religiosos pregam, mas passam longe de cumprir.

Vejamos o caso do padre Rory Coyle, que foi matéria de jornal e tudo mais na Irlanda do Norte, onde ele até então era pároco de uma congregação. Padre Rory não media palavras na hora de fazer suas pregações e condenar os homossexuais ao inferno, o que ela não esperava era ver sua foto nos jornais exatamente por curtir um "HXH".

Um homem não identificado expôs o "sacerdote hipócrita" a um jornal católico local, revelando que ele teria feito sexo com o padre Coyle várias vezes. De acordo com o jornal, Coyle supostamente postou uma série de comentários e fotos de si mesmo no aplicativo de relacionamento gay 'Grindr' no início deste ano, incluindo o seu número de telefone ~ ainda foi pêssega colocando o número do telefone.

"Ele falou comigo no Grindr algumas vezes e continuava querendo vir para a casa da minha mãe para fazer sexo comigo enquanto ela estava no trabalho," afirmou a fonte anônima. "Ele me enviou muitas fotos nuas de si mesmo. Quando eu percebi quem ele era, eu mandei as fotos para um jornalista". completou. "Ele é apenas um hipócrita", acrescentou, "Denunciando os gays do púlpito e depois transando com caras quando ninguém está olhando." finalizou a fonte.

Pouco depois de as imagens terem sido publicadas pelo jornal, a conta no Grindr de Coyle e sua página do Facebook foram desativados.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.