Dica de Filme: In the name of

Em "In the name of" a religião e a homossexualidade enrustida de um padre são o pano de fundo e uma trama maior e intensa

Olá little moços!
Feriado chegou e com ele claro que eu não poderia deixar passar a nossa coluna de "Dicas de filme".
"In the name of" é um brilhante e instigante longa polonês de 2013. Ainda levado pela onda do ganhador do Oscar desse ano, "Spotlight", o filme que indicamos hoje vai na pegada de crítica ao sistema e mais diretamente a religião.

Adam (Andrzej Chyra) é um jovem padre católico que depois de várias transferências entre muitas paróquias, ele chega até uma comunidade rural no interior da Polônia, onde trabalha num centro de assistência para jovens em situação de vulnerabilidade social (entenda por jovens marginalizados, violentos e com sérios problemas sociais.)

Padre Adam vive entre a vida de celibatário e a repressão de seus desejos


Entre seus dramas pessoais e os motivos não tão claro de suas várias transferências, Adam luta com seus desejos carnais, onde inclusive é assediado por Ewa (Maja Ostaszewska), que cansada da vida insossa do campo, vê no padre Adam uma possibilidade de aventura sexual. Desnuda ela descobre que suas tentativas de sedução não terão êxito, o verdadeiro motivos Adam esconde para sí, e não é o celibato, na verdade o padre recém chegado é gay e a opressão entre a religião e sua sexualidade é dum dos pontos dramáticos do filme.


Nesse conflito surge Lukasz (o lindo Mateusz Kosciukiewicz), um jovem problemático, de língua presa e que desenvolve com o padre Adam uma relação de afeto, confiança e companheirismo, até despertar desconfiança nos outros rapazes sobre até que nível vai a "amizade" dos dois. Adam se envolve ainda num grande problema, um dos garotos revela a ele em segredo de confissão que é gay, e logo depois comete suicídio.

Lukasz o jovem doce e problemático encontra em Padre Adam afeto, confiança e sentimentos ainda não compreendidos por ele


Aliado aos dramas do padre e sua sexualidade, mais o problemas sociais e o afeto quase infantil com Lukasz, a investigação sobre o suicídio do jovem gay gera um clima de tensão na comunidade e o padre recém chegado é afastado novamente. Com o distanciamento Lukasz entende seus sentimentos e resolve procurar Adam.

O final é um verdadeiro soco no estomago, mas calma, ao contrário da maioria dos filmes gays, nesse ninguém morre no final, mas o aviso foi dado: uma crítica ao sistema social e religioso e uma última cena surpreendente te esperam.

A forma doce e sútil como Adam e Lukasz criam laços, aliados a fotografia e cenas lindas de "In the name of", tornam o filme uma ótima dica


DELICADEZA E BELEZA VISUAL

Um dos pontos fortes de "In the name of" é a fotografia belíssima, além de todo o simbolismo atrelado ao longa. Isso se aplica no nomes dos personagens, na construção de algumas cenas que são referências claras a passagens bíblicas e trechos famosos no novo testamento.

Perceber o filme com um olhar mais apurado é o suficiente para entender e encontrar esses sinais, que para mim até hoje ainda são claros e ao mesmo tempo instigantes. Ficam inclusive os elogios para a diretora Małgorzata Szumowska pelo excelente trabalho, que foi premiado no "Teddy Award" como melhor filme.

BAIXE VIA TORRENT AQUI
LEGENDAS AQUI

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.