Modelos tiram a roupa em ensaio para falar sobre HIV

As fotos são do fotógrafo Daniel Fama, as imagens fazem parte de um ensaio que propõe a reflexão sobre a vida dos soropositivos

 Que abraço te dá sorte e que cor ele irradia? Estas duas perguntas serviram de base para o convite do Projeto Boa Sorte e da Cia Fábrica de Teatro a modelos voluntários de Brasília.

A ideia era formar duplas aleatórias de diferentes sorologia, positiva ou negativa, que tivessem as melhores respostas às perguntas propostas e compatibilidade das cores dos abraços e horários livres. O resultado não poderia ser mais diversos, homens, mulheres, crianças e famílias inteiras participaram de "Boa Sorte: um ensaio" com o intuito de propor uma reflexão sobre a vida de que vive ou convive com HIV. O ensaio, assinado pelo fotógrafo Daniel Fama e dirigido pelos produtores Tássia Aguiar e Josuel Junior , contou com a participação de 60 pessoas que tiraram a roupa e vestiram o abraço da informação e da luta contra o preconceito.

O precursor da ideia foi o ator Gabriel Estrëla que, após  revelar publicamente ser soropositivo, desencadeou uma série de ações e parcerias para falar sobre a Aids no Brasil. Junto com o produtor Gabriel Martins, fundou o Projeto Boa Sorte, que compreende várias atividades socioculturais, como a montagem de espetáculo musical, palestras, conferências e vídeos informativos e interativos publicados em canal próprio no You Tube. A parceria com a Fábrica de Teatro e o fotógrafo Daniel Fama rendeu fotos curiosas e repletas de afeto, carinho e respeito - marcas do trabalho desenvolvido pelo projeto. 

A divulgação das imagens teve início em fevereiro e no final do ano as fotos circularão em exposição itinerante por todo o país. 

Veja algumas delas...






 



Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.