Gwen Stefani: “Eu seria abençoada com um filho gay"

A cantora entra para a lista de famosos pais e mães que declaram publicamente total apoio aos filhos gays


Via: Universo AA

De volta ao mundo música com novo álbum solo, o esperado "This Is What the Truth Feels Like", Gwen Stefani deu uma entrevista destas que a gente adora ao ET. Quando questionada sobre qual seria sua reação caso descobrisse que um de seus filhos – Kingston, Zuma e Apollo – fosse gay, ela rebateu de primeira: “Eu seria abençoada com um filho gay. Tudo o que eu quero é que meus meninos sejam felizes e saudáveis, e eu só peço a Deus que me guie todos os dias para ser uma boa mãe, porque não é fácil”.

Mas além de ser bem receptiva com a diferença, a eterna musa do No Doubt também quer aprender tudo sobre uma possível saída de armário de algum de seus filhos: “Eu sempre chego nos meus amigos gays e pergunto: “Ok, então, como era quando você era uma criança?”.


Gwen Stefani e os filhos, Kingston, Zuma e Apollo


A gente não duvida que ela está sendo uma ótima mãe. Inclusive, ela é daquelas que diz que a criança tem que fazer aquilo a fizer bem: “Desde que meus filhos estejam protegidos e felizes e tenham um bom momento comigo, não importa se eles fazem as unhas ou algum esporte”.

E com isso, Gwen entra oficialmente na lista de papais e mamães de cabeça aberta. Já estão nessa listinha Adele, que disse que sempre amará e apoiará seu pequeno; Brad e Angelina, que têm deixado seu filho John explorar uma sexualidade fluida; e Johnny Depp, que fez questão de parabenizar sua filha quando ela se assumiu lésbica. Que geração!
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.