Charlie Carver, astro de "Teen Wolf" usa o Instagram e sai do armário da forma mais linda possível



Manas, eu fico todo feliz quando vejo um famoso saindo do armário publicamente, não porque teremos mais um gay no mundo, mas pelo fato que atos como esses geram uma representatividade e tomam ares políticos. Um famoso assumindo sua sexualidade publicamente gera um onda onde fans e outras pessoas percebem que também podem assumir quem elas são de verdade.

O mais novo famoso a entrar para essa lista é o astro da série "Teen Wolf" e "Desperate Housewives", Charlie Carver. Ontem, 11, ele usou sua conta no Instagram para fazer seu outing. Postando uma série de imagens e textos divididos em cinco partes ele assumiu ser gay e comentou sobre seu medo e como a família o ajudou nisso.


“Desde garoto eu sabia que queria ser um ator. Eu também sabia, no entanto, que eu era diferente de alguns garotos da minha classe. Com o tempo, esta coisa abstrata cresceu e se transformou numa gestação dolorosa, marcada por sentimentos de desespero e alienação, que terminou em um momento clímax com eu dizendo três palavras em voz alta: ‘Eu sou gay’”, publicou.



“minha relação com a minha sexualidade logo se tornou mais complicada. Eu queria acreditar em um mundo onde a sexualidade era a coisa mais irrelevante… E acreditei que, como ator, minha responsabilidade com a arte e com esse meio era permanecer benevolentemente neutro”, justificou. Ele contou que já tinha contato para a família e amigos mais próximos, mas evitou fazer isso publicamente, por medo de ter sua carreira prejudicada.

Carver mandou uma mensagem positiva para os jovens que enfrentam a mesma situação dele: “Seja quem você precisa ser enquanto é jovem”. Vale lembrar que o ator Colton Haynes, das séries "Arrow" e "Teen Wolf" também assumiu ser gay recentemente. Clica aqui pra ver o babado!

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.