Padre é afastado após declarar que entende pedofilia e considera gays doentes



Via: Identidade G

Parece que a atitude do padre Krzysztof Charamsa, que saiu do armário há menos de uma semana ao lado de seu namorado, vem causando revoltas em até quem tem motivos, digamos, menos dignos para usar batinas.

Padre pedófilo é criminoso. Padre que sai da Igreja porque tem um relacionamento amoroso com outro homem não é - preso ele nunca irá por esse motivo.

Vamos aos fatos. Segundo divulgado pelo site Último Segundo (já percorre todo o mundo), o padre católico Gino Flaim foi afastado do cargo após causar polêmica na Itália ao declarar na TV local que entende a pedofilia, mas não a homossexualidade.

Colaborador da igreja San Pio X, em Trento, disse à emissora "La7 TV" que conhece as crianças e que, "infelizmente, algumas delas precisam de atenção que não recebem em casa. Se encontram um padre e ele cede ... Isso eu entendo".

Questionado se as crianças são responsáveis pelo comportamento pedófilo, ele disse acreditar que "em grande parte sim". Sobre a homossexualidade, o religioso disse que é uma doença. "Isso não surpreende, pois a igreja é uma comunidade de pecadores".

A igreja de Trento publicou um comunicado após a entrevista dizendo que a posição do religioso não representa o templo. "Ele expressou opiniões que não representam de forma alguma a Arquidiocese de Trento ou a comunidade eclesial como um todo", concluiu a nota.

O Conselho Europeu estima que uma em cada cinco crianças sofram abusos sexuais na região, sendo que 200 casos foram denunciados na Itália apenas no ano passado.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.