Novo relatório do Vaticano é menos acolhedor aos gays



Grandes líderes do Vaticano estão se reunindo já a algumas semanas para a definição do "Sínodo", uma espécie de relatório que define os próximos passos da Igreja Católica. Na quinta-feira foi divulgado oficialmente uma nova tradução do relatório no Sínodo Extraordinário sobre a Família, que entre suas pautas trata do acolhimento da igreja ao público LGBTXYZ.

A versão recentemente divulgada teve mudanças significativas na parte relacionada aos gays, que antes em italiano dava uma espécie de "boas vindas" aos homossexuais. Vários bispos principalmente de língua igreja - entenda por bispos americanos e africanos - não gostaram do tom acolhedor "de mais" do documento anterior.

O texto original continha uma seção inteira "Acolhendo os homossexuais", que pedia que a Igreja garantisse aos gays um "espaço fraterno" e dizia que suas uniões constituem um "apoio precioso" para os parceiros. A nova versão é intitulada "Auxílio às pessoas homossexuais", fala apenas de "comunhão" e "apoio valioso."

O documento final ainda deve ser votado e discutido entre bispos e dioceses, mas o Vaticano alega que as alterações foram solicitações dos bispos de língua inglesa, só então o Papa definirá as reformas e orientações à igreja.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.