Evangélicos criam abaixo-assinado para impedir aluna trans de usar banheiro feminino



Via: Pheeno

Olha que absurdo! Um grupo de evangélicos de Ribeirão Cascalheira, a 893 km de Cuiabá, tenta impedir uma aluna transexual, de 16 anos, de utilizar o banheiro feminino da Escola Estadual Coronel Ondino Lima, naquela cidade, de acordo com a direção da unidade. Inconformados, eles protocolaram um abaixo-assinado na unidade escolar cobrando providências da direção. Segundo a escola, a jovem já frequenta o banheiro feminino há pelo menos quatro anos.

Pedro Henrique de Oliveira, diretor da instituição, afirmou que a confusão começou quando o grupo religioso apresentou esse abaixo-assinado contendo 72 assinaturas, exigindo que um terceiro banheiro fosse construído para a aluna. “Em agosto, eles entregaram o documento cobrando que a aluna deixasse de usar o banheiro feminino e voltasse a usar o banheiro masculino ou que construíssemos um terceiro banheiro”, contou Pedro em entrevista ao G1. Segundo ele, o preconceito com a aluna diminuiu quando ela deixou de usar o banheiro masculino. “Quase todos os dias haviam ocorrências de que algum aluno passando a mão no corpo dela dentro do banheiro”, garante o diretor.

“Quando ela passou a ir ao banheiro feminino após convite das próprias amigas, esses problemas diminuíram”, afirmou. O Ministério Público do Estado (MPE) emitiu um parecer a favor da permissão de que ela usasse o banheiro feminino. No entanto, durante a reunião convocada para a leitura do parecer, os religiosos realizaram um protesto na instituição e teria humilhado publicamente a aluna. A jovem teve que ser escoltada pela Polícia Militar até a residência dela.

Em nota, o Ministério Público do Estado (MPE) ‘reprovou’ a conduta das pessoas que se manifestaram favoráveis à “exclusão de pessoas tidas por diferentes”. “É totalmente reprovável uma conduta que busca a exclusão de pessoas, somente por serem tidas por diferentes. A sociedade é plural e, de tal forma, o estado e a sociedade devem assegurar e respeitar o direito de todos, sob pena de incorrer, inclusive, no crime de homofobia, discussão esta em trâmite no Supremo Tribunal Federal”, diz trecho do parecer.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.