Documentário reúne imagens de religiosos em sexo virtual e denuncia hipocrisia da igreja



Não é novidade para nós a presença de gays no mundo religioso, seja entre padres ou até mesmo pastores evangélicos a homossexualidade é vivida de forma oculta e acobertada por segredos e medos. Pela primeira vez uma produção cinematográfica decidiu se aprofundar nesse mund. O documentário "Amores Santos" durante seis meses adentrou na vida desses líderes e revelou a prática por trás de quem muita vezes prega o ódio contra os homossexuais.

Nesse período o ator Darico Macedo manteve relacionamentos amorosos e relações sexuais virtuais com homens acima de qualquer suspeita. Bispos com seus ricos paramentos que se masturbaram apoiando-se em imagens sacras ou pastores evangélicos casados e com filhos que prometeram abandonar suas famílias para viver o “amor proibido” são apenas alguns personagens que o ator encontrou no mundo virtual. “Quando fui convidado para fazer o filme achei que seria muito difícil conquistar a confiança dos religiosos, mas ocorreu o contrário. Quando um vi um Bispo levantando a batina e mostrando que usava uma calcinha vermelha eu percebi que estaria num mundo sem limites”, afirma Darico Macedo.


Dirigido pelo jornalista e documentarista Dener Giovanini, a obra audiovisual irá revelar a prática por trás do discurso de ódio contra os homossexuais e, principalmente, os graves danos que provocam nas famílias ao redor do mundo, principalmente entre a parcela mais jovem da população. Diversos especialistas e religiosos que foram entrevistados para o filme, afirmam que mais de 50% do clero católico é formado por homossexuais. O teólogo David Berger, por exemplo, diz que membros do Vaticano mantem apartamentos destinados a orgias sexuais com rapazes.



O diretor de Amores Santos, Dener Giovanini, decidiu divulgar o filme nesse momento por conta da realização do Sínodo dos Bispos, que está ocorrendo em Roma e que está debatendo exatamente os temas família e sexualidade. “Apesar do filme ainda não estar totalmente finalizado, tomei a decisão de falar publicamente sobre ele porque uma das maiores religiões do mundo está definindo agora a forma como conduzirá esse assunto no futuro. Esse não será um filme contra a Igreja Católica ou qualquer outra religião, apenas mostrará que elas estão doentes e precisam de cura”, afirma Giovanini.

O diretor ressalta ainda que está tomando todos os cuidados necessários para proteger a equipe envolvida na produção. “Temos consciência do potencial explosivo que temos em mãos. Já fizemos muitas cópias de segurança e inclusive enviamos algumas para fora do Brasil”. De acordo com Giovanini, as cenas irão chocar até o público menos sensível. “Ver um membro do alto clero latindo e pedindo para o ator urinar sobre ele, por exemplo, é muito desconcertante”.

Os produtores do filme começarão agora a contatar possíveis empresas interessadas a distribuir o filme ao redor do mundo. “Não sabemos se primeiro iremos participar dos circuitos dos festivais ou se faremos de imediato uma estreia comercial. Tudo é possível, inclusive disponibilizar o filme via VOD (Video On Demand) na internet”, diz o diretor.

CONFIRA ABAIXO O TRAILER REVELADOR DE "AMORES SANTOS"

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.