Pesquisa científica sugere que homofobia pode ter relação com doenças mentais



Via: Mistérios do Mundo

De acordo com um novo estudo realizado por estudantes universitários na Itália, pessoas que possuem visões extremamente negativas a respeito dos homossexuais normalmente possuem problemas como o psicoticismo. Isso não quer dizer que todos os homofóbicos são psicóticos – o psicoticismo, na verdade, é um traço de personalidade marcado pela hostilidade, raiva e tendências agressivas em relação a outras pessoas. Mas, de fato, o estudo sugere que os homofóbicos têm uma tendência a possuir problemas psicológicos.

Alguns estudos anteriores já haviam sugerido que aqueles que possuem extrema aversão aos homossexuais escondem dentro de si desejos reprimidos (uma atração por pessoas do mesmo sexo que o indivíduo tenta esconder, por exemplo). Outras abordagens, entretanto, discordam dessa visão e dizem que os homofóbicos são, de fato, totalmente contrários à atração por pessoas do mesmo sexo. Fatores como a religião, hipermasculinidade e misoginia parecem também motivar crenças anti-homossexuais.

Mas até o momento ninguém havia estudado a saúde metal dos homofóbicos. Na nova pesquisa, foram entrevistados 551 universitários italianos, entre as idades de 18 a 30. Todos responderam um questionário, onde demonstravam seus níveis de homofobia, bem como outras psicopatologias como depressão e ansiedade. Os pesquisadores pediram para que os participantes dissessem o quanto concordavam (em uma escala de 1 a 5) com afirmações como “pessoas homossexuais me deixam nervoso”, “eu penso que pessoas homossexuais não deveriam trabalhar com crianças”, “eu faço piadas sobre homossexuais” e “não me importa se meus amigos são homossexuais ou não’.

Além disso, os estudantes também avaliaram como eram seus relacionamentos com outras pessoas, no que diz respeito a auto-confiança, segurança ao se aproximar de outra pessoa, etc. Por último, eles avaliaram a maneira como os entrevistados diziam agir em situações de desprazer ou medo.

Depois disso tudo, os pesquisadores perceberam que quanto melhor a saúde mental dos entrevistados, menor a probabilidade de desenvolverem atitudes homofóbicas. Pessoas que possuem a características de evitar ou temer aproximações com outros indivíduos têm uma tendência maior à homofobia. Níveis altos de hostilidade e raiva também foram associados com a aversão aos homossexuais.

Mas nem todas as complicações mentais tiveram a mesma associação. A depressão, hipocondria e repressão, por exemplo, foram ligados a níveis menores de homofobia.

Os pesquisadores explicam que, apesar de o estudo apontar uma ligação entre a homofobia e uma série de traços de personalidade, não são apenas esses traços os culpados pela visão preconceituosa. A religião e o que é chamado de ‘valores conservadores’ também influenciam nesse sentido.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.