‘Passei dez anos no psiquiatra’, conta Nany People



Bem-sucedida, Nany People já enfrentou muitos obstáculos na vida. À Veja São Paulo, a artista disse que sua primeira vez com um homem foi aos 22 anos e desde criança sentia-se diferente.

“Meu pai me batia, dizendo que eu deveria falar ‘como macho’. Eu não entendia por que ele não gostava de mim. Minha mãe, em compensação, sempre me apoiou e me defendeu. Quando eu tinha 10 anos, ela me colocou num psiquiatra. Foram dez anos no divã, tentando me entender e aceitar minha condição”, disse.

Nany também revelou como foi seu alistamento no Exército. “Cheguei lá e fiquei reunida com a turma até que um soldado disse: ‘Quem toma medicamentos vá para a tal salinha’. Fui lá. Achei que iam me dispensar imediatamente. Mas me entrevistaram, quiseram saber sobre o remédio.”

E continua: “Contei que tomava desde os 10 anos, que eu tinha um desvio de conduta sexual. Termo horrível, né? Pediram um atestado, meu psiquiatra deu e, dias depois, fiz o juramento à bandeira. Mas gosto de policiais militares, nunca fui maltratada por nenhum. Pelo contrário, já me ajudaram em tentativas de assalto e me acompanharam em ruas desertas, porque eu estava com medo de ser atacada por homofóbicos. Adoro homens de farda (risos).”
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.