Dica de Filme: SOLO



"SOLO” é um filme Argentino de 2013, que apresenta sua trama com base na pergunta: “Você sabe quem está levando para dentro da sua casa?”. Conta a história de um casal gay que se conhece através de um chat (podendo ser facilmente atualizado para os milhares de aplicativos de encontro virtual de hoje). Os dois marcam um encontro, vão para casa e lá têm uma bela noite de sexo. 



A partir dessa premissa, somos melhor apresentados aos protagonistas Manuel (Patrico Ramos, de uma beleza e fragilidade marcantes), ferido por seu relacionamento anterior e entediado de estar sozinho, e Julio (Mario Veron), um homem robusto, só, desempregado. Os dois se encontram pessoalmente e a faísca sexual é rapidamente acesa. Enquanto se entregam aos corpos um do outro, seus problemas com intimidade, a confiança, o medo de ser ferido, a hesitação em se comprometer totalmente, vai nos aproximando afetivamente aos personagens e nos fazem torcer pelos dois. Mas, ao passo que a relação se desenvolve, ambos passam a revelar segredos de seu passado.

TRAILER


O roteiro enxuto e bem amarrado de Marcelo Briem Stamm, que também dirige o longa (esse é seu único trabalho cinematográfico), nos leva a questionar se as revelações poderiam ser reais, imaginadas ou mentiras descaradas. Quem está sendo sincero? O que é real? Quem ama verdadeiramente o outro? E é a partir desse ponto que vem a primeira reviravolta. Um dos dois homens parece não ter boas intenções e durante quase todo o filme ficamos sempre com aquela dúvida. Qual deles está mentindo? Qual deles está ali com segundas intenções? Qual deles tem uma mascara que está prestes a cair e a mostrar o monstro que realmente é? Sexy, romântico e desconfortavelmente arrepiante conto de amor e decepção. Tensão e suspense são coisas que não faltam neste filme que certamente vai fazer muita gente pensar.

* O texto acima foi escrito pelo colaborador, amigo e leitor do blog Geraldo Pontes.

ASSISTA AO FILME COMPLETO AQUI (LEGENDADO)

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.