10 curiosidades científicas sobre o sexo que você não pode morrer sem saber



Sexo é bom e todo mundo gosta. Mas as coisas podem não ser tão simples quanto parecem. A sexualidade humana e animal esconde segredos, detalhes e curiosidades que só mesmo os cientistas podem nos ajudar a entender. Conheça algumas delas:

Sexo para curar enxaqueca

Um estudo da universidade de Münster com 400 pessoas que sofrem de dores de cabeça e enxaqueca constatou que 20% dessas pessoas conseguiram interromper suas crises com relações sexuais. Outras 36% sentiram uma melhora parcial nos sintomas após o ato. Melhor que tomar remédio, não?

Postar no Facebook provoca no cérebro sensação semelhante à do sexo

Falar sobre si mesmo em redes sociais faz com que o corpo libere dopamina, a mesma substância química que provoca no cérebro a sensação de prazer resultante de uma relação sexual. Pelo menos é que diz um estudo realizado pela universidade de Harvard.

As 20 músicas que dão mais prazer do que sexo

Um estudo da universidade de Londres com 2 mil pessoas entre 19 e 91 anos descobriu que 40% dos entrevistados ouvem música durante o sexo. A pesquisa também gerou uma lista com 20 canções, cuja audição é mais prazerosa que o sexo. Bohemian Rapsody, do Queen, foi a primeira colocada.

A camisinha de látex pode desaparecer em breve

Financiado pela Fundação Bill & Melinda Gates, um projeto da universidade de Wollongong pode acabar com a camisinha como a conhecemos. A novidade é o uso de hidrogéis (no lugar do látex) na fabricação de preservativos. O fato de ser úmido e mais maleável é o que justifica a potencial substituição.

Exercício é afrodisíaco

Você sabia que a prática de exercícios físicos pode ser afrodisíaca? É o que diz um estudo realizado com 250 pessoas pela universidade da Califórnia. Os cientistas constataram que aqueles que realizavam cerca de 40 minutos de exercício por dia tinham o dobro do desejo sexual do que os que praticavam uma média de 20 minutos diários de atividades.

Camisinha elétrica existe

Já ouviu falar da camisinha elétrica? Criada por pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia, o preservativo é formado por tecido condutor libera impulsos elétricos de baixa intensidade para provocar mais prazer.

Crise econômica abala desejo sexual

Na Espanha, de 2010 para 2012, o tempo médio dedicado às relações sexuais caiu de duas horas por semana para apenas 34 minutos a cada sete dias. Os dados foram coletados num levantamento realizado pela Pfizer com 502 mulheres e 528 homens entre 36 e 65 anos, antes e depois da crise econômica.

Procuramos parceiros parecidos conosco

Um experimento realizado pelo Instituto de Ciências da Evolução de Montpellier pediu que voluntários escolhessem entre alguns rostos femininos o que lhe parecesse mais atraente. No fim, foi constatado que os participantes majoritariamente escolheram mulheres com traços físicos semelhantes aos seus.

Laptop pode sim deixar estéril

A publicação Fertility and Sterility divulgou um estudo que demonstra que colocar o laptop, conectado ao Wi-Fi , no colo piora a qualidade do sêmen. Para o experimento, amostras do esperma de 29 homens foram colocadas debaixo de um notebook conectado à internet sem fio. Quatro horas depois, os espermatozóides já não se mexiam.

Fêmeas podem ter pênis

No norte de Minas Gerais, biólogos brasileiros identificaram a presença de fêmeas com pênis em quatro espécies de insetos. Alguns indivíduos com pênis dessas espécies possuíam gametas maiores - típicos das fêmeas - o que tecnicamente os caracteriza como fêmeas. Um artigo sobre a descoberta foi publicado na Current Biology.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.