Deputado evangélico quer tornar 'piroca' patrimônio imaterial do Amazonas



Além de “fiscais do c* alheio”, deputados evangélicos agora se preocupam também com o órgão sexual masculino.

Em vez de se preocupar com questões de saúde e educação, Wanderley Dallas (PMDB), deputado estadual do Amazonas, apresentou projeto de lei para transformar palavras como “piroca”, “cabaço”, “baitola”, “pinguelo” e “xibiu” em patrimônio imaterial do Estado.

O Projeto de Lei nº 341/2012 já tem três anos, mas apenas na quinta-feira, 23, começou a tramitar em comissão da Assembleia Legislativa do Estado.

Segundo Dallas, a medida tem intenção de valorizar a cultura linguística local que “traz uma mistura do soldado da borracha, do índio e dos imigrantes” que ocuparam o local ao longo da história. Após críticas dos colegas, no entanto, o deputado voltou atrás e retirou as palavras do polêmico projeto.

“É um grupo de deputados que se constrange com a palavra ‘cabaço’, mas usa de boca cheia em qualquer local”, disse Dallas à Folha de S.Paulo. “Tiram 30 palavras de todo o projeto, desvirtuando do contexto.” A mudança do projeto prevê a retirada de diversas palavras da lista que tornarão os termos patrimônio cultural imaterial do Amazonas.


Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.