Games: "Mortal Kombat X" tem um personagem gay, afirma diretor


Atenção beschas geek's, neerd's ou apenas gayzinhas que adoram um vídeo game, esse "Mortal Kombat X" indiscutivelmente está "boca.de.confusão". Lançado oficialmente no Brasil na última quinta, 16, o jogo já deu fuá aqui no Brasil devido as péssimas traduções e a Pitty [sim, a cantora] ter sido convidada a dublar um dos personagens e ter feito merda; mas a gente perdoa, afinal de contas estamos falando da Pitty.

Mas esse post é para confirmar algo que alguns jogadores suspeitavam, a presença de um personagem assumidamente gay no jogo. O tal lutador gay é  Kung Jin, um primo de Kung Lao e que na trama usa arco e flecha e também se torna um monge shaolin.

As suspeitas partiram dos próprios jogadores quando no capítulo 4 do modo história Jin relembra uma conversa com Raiden e um trecho desse "papo" diz o seguinte:

"Vá para a academia Wu Shi. Junte-se aos Shaolin, como fez Kung Lao antes de você". "Eu não… Eles não aceitariam", responde Kung Jin. "Eles se importam apenas sobre o que está no seu coração, não com quem o seu coração deseja", afirma Raiden

Depois disso foi o suficiente para muita gente questionar a sexualidade do personagem nas redes sociais, até que Dominic Ciancialo, diretor de sequências da Netherrealm, empresa responsável pela criação do jogo postou na última terça em seu twitter essa mensagem direcionada ao responsável pelo áudio de "Mortal Kombat X":

"Brian Chared, vejo que as pessoas estão sacando a sutil exposição contida no flashback de Jung Jin. Bom termos fãs observadores". escreveu ele.

Ele é gay tá? Meio trava mesmo só a Sindel

A gente jura que adorou saber que tem um gay no jogo, mas isso não substitui o fato da gente amar bater cabelo com a Sindel, dar um close com o leque da Kitana e fazer a linha rapariga com a Mileena. Já pode incluir uma personagem trava com as características dessas três tá?!


No vídeo abaixo tem o modo história do Kung Jin, no minuto 13:40 rola o bate papo revelador com Raiden:

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.