A vingança contra os "não curto afeminados"



Quem usa apps de relacionamento gays como  Grindr, Scruff, ou Hornet já deve estar acostumado a ler coisas do tipo "não sou nem curto afeminados", "só curto macho", "não curto negros", "não curto gordos" e mais uma série de discursos cheios de preconceito por todo o lugar.

Pois bem, a página "O Viado" resolveu fazer uma vingança contra esses gays que se vacilar nem se acham gays e bolou uma pegadinha em um desses principais apps de pegação. Antes da gente coletar o babado que foi devidamente printado, gostaríamos de ressaltar uma coisa: 

Cada um tem suas preferências sexuais e respeitamos isso, mas queridos "brothers", "lekes" e "machos que só curtem machos", o problema não é não gostar, a questão aqui é publicizar isso de maneira que inferiorize ou segregue os demais e é exatamente isso que vocês fazem.
O cú é de vocês e a rola também, mas por favor, parem de gritar por aí que não gostam desse ou daquele tipo de gente, os homofóbicos e racistas fazem a mesma coisa quando vêem um gay ou um negro na rua, e sim, eles estão sendo tão preconceituosos quanto vocês.

Agora vamos ao fuá:

Quando o jogo no Grindr virou
Hoje em dia é bem comum ter aplicativos de busca de relacionamento no celular. Eles vêm em diversos nomes, direcionados a diversos públicos. Um dos mais famosos no meio homossexual masculino é o Grindr. Eu, logicamente, também tinha uma conta nele.
Quem usa este e outros apps gays está bem acostumado com o tanto de preconceito que rola por lá. Muitos caras colocam em seus perfis que só querem se envolver com "machos", com "homens com jeito de homem", que "se curtissem mulher, seriam héteros" e encerram sempre com "Não curte afeminado. Não é preconceito, só não tenho atração". Chegam ao cúmulo de dizerem que "não curtem negros".
Pois bem, levando isso em conta, decidi fazer uma experiência. Alterei tudo no meu perfil: tirei descrição, mudei idade, interesses, altura e peso. Pra finalizar, coloquei a foto de um abdômen malhado. Foi questão de poucos minutos após a nova foto de perfil ser autorizada pra vir uma verdadeira enxurrada de caras nas minhas mensagens. Fui desejado como nunca tinha sido naquele aplicativo. Decidi, então, me vingar e vingar todos os efeminados que já foram ou se sentiram menosprezados/humilhados...
O resultado vocês conferem nas fotos











Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.