SP: Filho de casal gay entra em coma após ser espancado na escola



Na última quinta-feira, 05, um jovem de 14 anos foi espancado dentro de uma escola na localidade de Vila Jamil, o garoto está internado em estado grave no Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo. Segundo os médicos o garoto teve um aneurisma cerebral e está em coma induzido.

A motivação das agressões teria sido homofobia, já que o jovem é filho adotivo de um casal de gays. O irmão de 15 anos presenciou as agressões e o pai Márcio Nogueira comentou sobre o fato: "Eu não sabia que meu filho sofria preconceito por ser filho de um casal homossexual. O delegado nos informou. Estamos tristes e decidimos divulgar o que aconteceu para que isso não se repita com outras crianças", afirmou Márcio Nogueira ao R7.

Dois dos agressores estiveram na casa da avó da vítima e pediram desculpas pelo episódio, Márcio registrou um B.O e pretende processar o estado, segundo o pai, ele pede que o filho sobrevida e que a justiça seja feita, o estado de saúde do garoto é grave.

VAMOS PENSAR UM POUCO:

A homofobia chegou a uma escala onde o ódio está generalizado, e não atinge apenas gays. A homofobia transbordou, héteros, filhos, irmãos, amigos, ou parentes de gays estão sendo vitimados por essa brutal imbecilidade. 

Dois adolescentes agredindo outro a ponto de gerar as consequências noticiadas acima é algo animalesco; um ódio que surgiu de alguma forma, e em algum lugar. Talvez o sistema, ou o que a religião prega, ou o que os pais dizem dentro de casa, tudo isso pode e talvez tenha gerado dois pequenos monstros.

Ignorar a necessidade de uma reeducação urgente no sentido da igualdade de gênero, respeito e inclusão de homossexuais, travestis e transexuais na sociedade é tapar os olhos para essas dezenas de crimes que acontecem todos os meses. É lavar a mão com o sangue dos inocentes, inclusive desse garoto de 14 anos, que poderia ser seu irmão, seu amigo, ou quem sabe o sobrinho, ou o melhor amigo dos filhos do Bolsonaro, do Malafaia, ou de uma dezena de fundamentalistas religiosos que persistem em negar o respeito que é de direito de todos.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.