Precisa mesmo ser tão grande?



Somos gays e adoramos pênis, isso é fato e nada vai mudar essa situação, porém algumas especificações precisam ser discutidas quando se trata de pau, sexo e comunidade gay. 
Outro dia um colega me questionou o porque de alguns passivos desejarem tanto um pênis grande, grosso e monstruoso mesmo sabendo que na hora do "vamos ver" eles não vão aguentar aquilo tudo.
Sinceramente não sei, mas sendo versátil tenho minhas próprias conclusões e é isso que vamos discutir aqui nesse post.

Grandes, médios, grossos, côncavos, convexos, tortos para a direita ou esquerda, pênis existem nos mais diversos formatos e diâmetros [outro dia uma bescha amiga minha disse que sentou em um que parecia o "S" da Sadia, eu apenas rí] e com o tempo sabemos que cada um deles tem sua forma de dar prazer. Alguns são mais fáceis de te levar ao ápice, outros precisam de um pouco mais de carinho e relaxamento para cumprirem seu papel, há até uma corrente que afirma que pênis grande não dá prazer, gostoso mesmo é um pau grosso. Jura?!



Teorias da massagem tântrica afirmam que o ponto G masculino encontra-se na próstata e que massageando essa parte através da penetração, e estimulando o pênis, temos o segredo de como levar um homem a loucura. Alguns acham que isso justifica a necessidade de um pau grande, imaginando que quanto maior, mais fundo ele chega e assim massageia a próstata do companheiro levando ele ao orgasmo máximo, mas isso é um erro. O ponto G do homem pode ser alcançado apenas usando os dedos, o que descarta a necessidade de 22cm ou mais te perfurando por dentro.

Pessoalmente acredito que o desejo por um pau grande é mais psicológico do que de prazer físico, e se pudesse resumir isso em uma única palavra usaria: SUPERAÇÃO!
Para um passivo ou versátil, saber que conseguiu suportar um pênis grande chega a ser motivo de orgulho, ou até o fato de dizer para os amigos que já pegou o pauzudo da academia é o suficiente para encher o peito e se sentir "superior". É uma teoria tosca e sem sentido: talvez, mas foi isso que ouvi da boca da maioria dos caras com quem conversei, e claro, há uma pitada da minha opinião nisso tudo também.


Mesmo sabendo que corre o risco de não suportar, as vezes o desafio de experimentar o sexo com um cara que tenha o pênis grande é o que alimenta o fetiche de alguns. Poderíamos até discutir aqui o "falocentrismo" que é a ideia da superioridade masculina onde o falo/pênis representa o valor fundamental, ou seja, tudo gira ao redor do pênis, ele é o ícone de superioridade para o homem, e quanto maior, mais superior. O mesmo se aplica ao exemplo do moço da academia, com seu sentimento de superioridade e superação depois de suportar um pau grande. 

Levantamos aqui algumas teorias e derrubamos outras, mas agora queremos ouvir de vocês qual o real motivo desse desejo por pênis grandes, mesmo correndo o risco de não suportar tudo. Não se acanhem tá?! 
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.