Porquê homens heteros deveriam tentar explorar o prazer anal com suas parceiras



Fleur, cunete, cunilíngua ou seja lá o que for. Quem já experimentou receber esse "agrado" deve saber o quanto é gostoso, mas acreditem, nem só os gays curtem a prática. Nossos amigos héteros também costumam estar aberto a essa delícia.

Os caras do site gringo "Glamour" publicaram uma texto onde como héteros comentam e explicam porque homens não gays podem curtir uma línguada no [vocês sabem onde]. Coleta o texto aqui com a gente: 

Texto original publicado no site Glamour, traduzido e adaptado pelo site "Para Mocinhos"


Aqui vamos nós: a coluna deste mês é dedicada ao jogo anal. Um número crescente de casais são exploradores das delícias sexuais que os homens e as mulheres podem encontrar em torno de certo orifício. Você pode estar entre eles, ou você pode estar se perguntando: Sério que existem caras que estão preocupados com a bunda? (De acordo com nossa pesquisa, sim: 67 por cento dos rapazes estão abertas para o sexo anal, de alguma forma.) E se eles estão tão "abertos" para isso, qual é o motivo? É exatamente isso que vou explicar.


A razão óbvia: É uma sensação muito boa

Primeiro, um pouco de reciclagem sobre anatomia: Assim como nossos órgãos sexuais, o nosso ânus têm milhares de terminações nervosas que respondem à estimulação. Aprendi isso em primeira mão nos meus vinte anos quando após várias bebidas em um bar, eu fui para casa com uma velha amiga da faculdade. Nós enganado por um tempo, e depois de repente eu me vi maravilhado da forma como ela usou as mãos na parte da frente e enfiou a língua naquele lado onde "o sol não brilha". Eu estava tão surpreso quanto vocês estariam mas foi incrível. Uma das minhas melhores experiências sexuais.

Ainda é um tabu

O fato de ser um "tabu" torna isso mais divertido. Isso se aplica especialmente sobre "se entregar", porque nós queremos sempre que somos pioneiros, indo audaciosamente onde nenhum homem (ou mulher) tem ido antes. Para o meu amigo Darren, a ideia por si só é uma questão de puro tesão: "Você precisa saber se está quente o suficiente e se a mulher está mesmo disposta a tentar o cunete", diz ele. Basta a possibilidade de algo ligeiramente proibido acontece, isso é suficiente bom para apimentar as coisas. O que me leva ao meu terceiro ponto ...

Realmente, isso  é sobre opções

A verdade é que a maioria dos caras com quem conversei não são "obcecado" com seus próprio bumbum. (Diz o meu amigo casado Jerrod: "Parece mais um monte de problemas.") Se você não está interessado, certamente essa não é uma boa ideia. Mas a maioria de nós concorda que quando bem feito, o cunete pode ser aventureiro e inesperado, dois elementos que mantêm o clima de romance e de sexo gostoso em um relacionamento.

Então, pense nisso como apenas mais uma ferramenta de prazer na caixa de opções do sexo, uma nova estrada  se quiser, para explorar. A maioria dos homens que eu conheço vai tentar experimentar o cunete ou alguma outra forma de prazer anal se eles acham que isso pode realmente trazer tesão.

Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.