Grupo Gay da Bahia dá 'Troféu Pau de Sebo' a Fidelix, Ratinho e Lobão


Considerado símbolo da 'homofobia' pela comunidade LGBT, o candidato derrotado à presidência da República em 2014 Levy Fidelix, do PRTB, acaba de ser homenageado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB) com o 'Troféu Pau de Sebo'. O 'prêmio' foi instituído há 24 anos para os inimigos dos homossexuais.

Além de Levy, foram contemplados também o vereador de São Carlos-SP Benedito Matheus Filho (PMDB), por declarar que "o casamento gay gera violência e desestrutura família"; o candidato a deputado federal Matheus Sathler (PSDB-RS), por defender kit "macho anti gay nas escolas"; o apresentador Ratinho (SBT), "pela declaração estigmatizante: 'a TV Globo não faz mais novela sem gay"; o jornalista João Francisco da Silva, editor do Jornal da Cidade (Joinville-SC), que comparou "o beijo gay a defecar em público"; o músico Lobão, por declarar que "existe um fascismo gay. Conheço gente que fala 'Vamos tirar todo mundo do armário', 'Tem que dar o c."; entre outros.

"Por mais que queiram espezinhar os gays e destruir o movimento de libertação homossexual, nunca chegam a seu objetivo, caindo e se lambuzando no pau de sebo da intolerância", diz o fundador do GGB, o antropólogo Luiz Mott, em entrevista ao jornal A Tarde.

Por outro lado, a candidata (também derrotada) do PSOL à presidência Luciana Genro, recebeu o 'Triângulo Rosa', dos amigos dos homossexuais, "por sua lúcida defesa da cidadania LGBT e oposição à homofobia dos demais candidatos no horário eleitoral", segundo Mott.

Sobre os amigos do movimento homossexual, a entidade baiana elogiou o prefeito Tiago Silva, de Florianópolis, segundo o GGB "o primeiro gay assumido a assumir a prefeitura de uma capital brasileira".

O ator Luís Miranda foi outro agraciado com o Troféu Triângulo Rosa, por seu papel como a transexual Dorothy Benson na novela Geração Brasil (Globo), tendo se afirmado "gay assumidíssimo".

O Triângulo Rosa relembra o distintivo utilizado pelos nazistas nos campos de concentração para identificar os prisioneiros homossexuais. O GGB envia, por correio, todos os prêmios aos escolhidos.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.