Dilma sanciona lei do feminicídio e comenta sobre violência contra os LGBT no Brasil



Hoje, 9 de março,  a presidenta Dilma sancionou a lei que tipifica o feminicídio como crime no Brasil, ou seja, o assassinato de mulheres decorrentes de violência doméstica ou descriminação de gênero a partir de agora é considerado como crime hediondo.

Porém em suas contas no Facebook e Twitter além de comentar sobre a sanção da lei do feminicídio Dilma inseriu em seu discurso a violência contra os LGBT, como ela mesma publicou, o que chega a ser incoerente, já que no caso da lei que torna mais dura a pena pelo assassinato de mulheres não há a inclusão de transexuais ou travestis.

É importante lembrar que os projetos de criminalização da homofobia continuam sendo vetados no Senado ou na Câmara Federal, apesar do discurso da presidenta que afirma ser preciso leis para combater a homofobia:  "Infelizmente existe violência contra a população LGBT no Brasil, fruto do preconceito que se manifesta por meio de humilhações, agressões físicas e assassinatos" escreveu Dilma nas redes sociais.




Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.