Hétero curioso tenta fazer sexo com homem e percebe que ser gay não é uma escolha



Via: Pheeno

Olha que caso interessante! Curioso a respeito de sua própria sexualidade, um homem usuário do site “Reddit”, que preferiu manter o anonimato, decidiu tentar descobrir se ele é gay ou realmente gosta só de mulheres. Como ele fez isso? Marcou encontro com um outro homem em um site de relacionamentos. A experiência serviu para uma nova compreensão não apenas da sua sexualidade, mas de todas as orientações sexuais.

O homem conta que percebeu que tal experiência lhe deu, por mais que algumas pessoas possam não acreditar, a prova de que ser gay não é, definitivamente, uma escolha. “Ok, por alguns anos eu tenho a curiosidade de transar com um cara. Eu assisti pornô gay e questionei minha própria sexualidade sobre os meus pensamentos e fantasias, e pensei que um dia isso iria acontecer. Bem, isso aconteceu, e eu não gostei”, conta o rapaz.

“Eu estava muito excitado, foi quando decidi assistir ao filme pornô. Porém, o lado aventureiro do meu cérebro me levou até um site de relacionamento”, revelou. Ele conta que através do site, conseguiu marcar encontro com um outro rapaz na manhã do dia seguinte. “Ele era um cara muito legal, tímido e bondoso. Qualquer cara seria sortudo de tê-lo como parceiro”, continua. Depois de muita conversa, ele conta que os dois resolveram ir pra cama e na hora H…

“Ele me tocou lá em baixo. Foi nesse momento que eu percebi que eu realmente não sou gay. Sexo com homens é muito ruim e não há beleza nele para mim”, revelou o rapaz, que terminou a sua publicação com uma ótima mensagem para os que pensam que ser gay é uma opção. “Eu acho que isso poderia ser usado como prova contra todas aquelas pessoas que dizem ser gay é uma escolha. É… realmente não é”, completou.
Share on Google Plus

Editor Blog Para Mocinhos

Thiago Silva - Estudante de jornalismo, 20 e poucos anos, curioso e extremamente gay além de editor e criador do Blog Para Mocinhos. Nos ouvidos um bom eletro pop e um pouco de indie rock, nos olhos um filme qualquer e uma boa companhia, e no coração alguma coisa que nem eu sei o que é ainda.